sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Recompensas se dão em pequenos atos...

Em janeiro passado participei de duas formaturas, tendo sido professora homenageada dos cursos de Turismo (que acompanhei por 2 anos) e de Logística (tendo acompanhado-os apenas por um semestre). 

Na primeira cerimônia estavam presentes alunos dos cursos de Logística, Marketing, Turismo e Processos Gerenciais. Não posso ter a falsa modéstia de deixar de mencionar alguns pontos que me deixaram super feliz no primeiro ato solene:

1 - O fato de ter sido a única mulher presente na composição da banca solene, composta por outros professores e autoridades acadêmicas;

2 - O fato de ter sido a única presente a ter lecionado para os quatro grupos;

3 - O fato de ser a única muçulmana (esse foi fácil!)

Bem, afora o momento ego inflável, queria narrar algumas coisas que julgo que não podem passar desapercebidas.

Quando fui comunicada pela turma de turismo, ainda no semestre 2013.1 que seria a professora homenageada, durante a última aula do semestre, sem pensar duas vezes falei "A melhor homenagem que vocês poderiam me fazer seria ter sucesso profissional".

Bom, no discurso da aula da saudade  repeti isso e, apesar de ter tido a chance de discursar, deixai passar porque eu costumo ser prolixa demais e há dias (um mês!) tenho pensado nas palavras que eu gostaria de dizer e pensei em usar este canal para comunicar.

No enanto, ontem, no meu primeiro dia de aula com a turma de primeiro período de turismo, uma aluna me perguntou: "Desses três anos que a senhora está aqui na faculdade, qual foi a coisa que mais lhe deixou feliz?"

Eu levei alguns segundos pensando pra conseguir responder (o que não é comum pra mim...) muitos momentos passaram pela minha cabeça... Resolvi, então, pegar o mais recente:

Em uma das orientações de TCC um aluno chegou comigo e disse que o método do seu trabalho seria o funcionalista. Eu, depois de pensar um pouco, disse que não e justifiquei o porquê. Eis então o mento que me fez sentir que valia a pena e que fui "homenageada" com uma grande recompensa: sem se "deixar abater" pelo meu ponto de vista, o aluno disse "Não, Rebecca, é funcionalista por causa disso, disso e disso".

Ufaa!!!!

Ele estava certo!!!!

Isso me deixou     E X T R E M A M E N T E     feliz!!!

Tenho um aluno em especial, que solta algumas indiretas dizendo que eu não aceito o ponto de vista dos alunos. Bem, na verdade, isso não é verdade. Eu costumo defender com muita garra meus pensamentos e pontos de vista simplesmente porque eles são MEUS! E, enquanto professora, espero que vocês faça o mesmo. Que defenda os seus, com argumentos sólidos!
Verdadeiramente, eu não me incomodo em ver que o ponto de vista dos alunos estão corretos (como o de Bruno estava), desde que eles sejam argumentados e fundamentados.

Apesar de nas solenidades de formatura, bem como na aula da saudade, eu ter ocupada a cadeira de professora homenageada, a homenagem me foi feita meses antes, quando Bruno mostrou domínio de conhecimento e potencial de argumentatividade para defender seu ponto de vista.

Obrigada, Bruno!!

Na aula da saudade com Bruno, entregando a réplica da placa

Obrigada formandos de Turismo 2014.1 pelo reconhecimento, afinal de contas, não posso jamais deixar de reconhecer que a homenagem é em si um reconhecimento pelo meu trabalho e pelo período que pudemos compartilhar juntos conhecimentos, alegrias, tristezas, anseios, sonhos e todos os ouros clichês.

Na solenidade de formatura, com minha pupila Juliane Brasileiro,
que me surpreendeu com um senso crítico aguçado 
e com habilidades em lidar com os contra-tempos

E, o que falar de Darcilene?? Ela merece um post só para ela.
Dedicação, superação, crescimento... Um orgulho!

Werick, este certamente trará importantes contribuições 
para o corpo teórico do turismo


Tenho certeza que estou ganhando grandes colegas de trabalho!

Ah, e quanto ao discurso que eu gostaria de ter proferido, deixei de ser prolixa ao relembrar uma frase de Hermann Herse que usei em um seminário sobre avaliação alternativa que apresentei no mestrado:


"Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo."


Parabéns aos formandos e Sucesso!!!



P.S.: Aqueles que não tiverem fotos publicadas, não enciumem-se!! Postei fotos apenas daqueles que me enviaram ;)

Um comentário:

  1. Rebecca foi sem dúvida a melhor de todas as professoras que já tive. Professora a senhora com seu jeito criativo e estimulante faz com que agente tenha paixão por estudar e conhecer. A homenagem dos alunos foi justa, tenho cereza. E a sua resposta faz da senhora essa excepsional professora. A senhora marcou minha vida. Beijo enorme, Nanda

    ResponderExcluir